Portal UauáWeb - Notícias em ação!

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Corpo de Gugu Liberato é enterrado sob aplausos e muita emoção em cemitério na Zona Sul de SP

Corpo do apresentador chegou em carro aberto do corpo de bombeiros e foi acompanhado por uma carreata de taxistas e familiares
Amigos e parentes observam caixão de Gugu no cemitério da Zona Sul de São Paulo. (Foto: Marcelo Brandt/G1)
O corpo de Gugu Liberato foi enterrado sob aplausos e muita emoção no Cemitério Gethsêmani do Morumbi, na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (29). Fãs, familiares e amigos participaram da cerimônia que foi aberta ao público, entretanto, a família teve uma área reservada. O corpo ao local chegou depois de ter sido velado por mais de 20 horas na Assembleia Legislativa de São Paulo. Também estão enterrados no cemitério os corpos de outros famosos como Jair Rodrigues e Hebe Camargo.
O corpo do apresentador chegou em um carro aberto do corpo de Bombeiros e foi acompanhado por uma carreata de taxistas e familiares. Assim como o velório, o enterro é aberto ao público. Entretanto, a família tem uma área reservada. O filho de Gugu, João Liberato, colocou uma rosa em cima do caixão do pai.
Na chegada ao cemitério os Bombeiros retiraram o caixão do carro da corporação e o entregaram aos funcionários. Durante o trajeto do carro até o jazigo da família, fãs gritavam “Gugu, eu te amo”.
Os familiares de Gugu Liberato acompanharam o cortejo. A mãe de Gugu, Maria do Céu, chegou de cadeira de rodas e foi aplaudida pelo público.
O apresentador e cantor Ronnie Von também compareceu ao enterro. “Meu filho morava no mesmo bairro [que Gugu], então tínhamos amigos em comum. Quando soube da história não acreditei”, disse Ronnie Von. “Fica o maior legado de alguém que trabalha com esse nosso ofício. O cara era tão bom, tão generoso, que até na morte se doou. Nunca vi alguém tão dadivoso.”
O corpo chegou por volta das 11h, mas centenas de fãs já esperavam a chegada do carro no cemitério Gethsêmani do Morumbi. O público gritou ‘Ei, Gugu já disse que te amo hoje” e cantou ‘Pintinho Amarelinho’ na chegada do corpo.
Carro dos Bombeiros chega com corpo de Gugu ao cemitério sob aplausos dos fãs. (Foto: Bárbara Muniz Vieira/G1)
A aposentada Rubenita Mello de Lima, 64 anos, e Rosângela Alves, de 54 anos, fizeram amizade durante o velório do apresentador na quinta-feira (28). “Nós nos conhecemos no velório e ficamos amigas, combinamos de virmos juntas ao enterro. Eu fui várias vezes no programa ‘Viva a noite’, abracei e beijei ele”, disse Rubenita.
A balconista Glauce Mara Pedrosa, 47 anos, também foi ao enterro. “Nem nós sabíamos que o amávamos tanto. A comoção que causou, esse povo todo acompanhando só se compara ao que foi Ayrton Senna” disse ela.A auxiliar de limpeza Claudia dos Santos Silva, 41 anos, levou os dois filhos. “Fui trabalhar e vim pra cá. A gente ama, sabemos que ele gostava dos pobres. Agora acabou a esperança. Quando eu era criança minha mãe sonhava em participar do quadro ‘de volta para minha terra’. Ela queria voltar para a Bahia”, disse ela, que estava com a filha Ana Júlia, 6 anos, e Artur, 2 anos e 9 meses. “As crianças não reclamaram, passei o amor para eles. Me pediram para vir ver o Gugu”, completou.
O apresentador Ronnie Von também participou do enterro. “Meu filho morava no mesmo bairro [que Gugu], então tínhamos amigos em comum. Quando soube da história não acreditei”, disse ele. “Fica o maior legado de alguém que trabalha com esse nosso ofício. O cara era tão bom, tão generoso, que até na morte se doou. Nunca vi alguém tão dadivoso.”
Velório na Alesp
A cerimônia de velório na Assembleia Legislativa teve muita emoção de parentes e amigos e terminou às 10h15 na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), no Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo. Antes do encerramento, houve uma oração feita pelo padre Osmar Alves, da paróquia São José Operário, de Osasco.
Rubenita, Lindineia, Giovanne, Glauce, Rosangela e Luara no cemitério onde Gugu será enterrado. (Foto: Marina Pinhoni/G1)
O filho de Gugu, João Augusto Liberato, carregou o caixão com o corpo do pai até o caminhão dos Bombeiros. Os fãs que esperavam do lado de fora da Assembleia bateram palmas e cantaram músicas que Gugu imortalizou. “Vai com Deus”, gritaram os fãs no portão da Alesp.
Os familiares chegaram na Alesp nesta sexta-feira (29) por volta das 8h30, para acompanhar os momentos finais do velório e seguir no cortejo para o cemitério. Eles saíram na quinta-feira (28) sob aplausos de fãs após 11 horas de velório.
Ao sair da van que trouxe a família, a companheira de Gugu, Rose Di Matteo, fez um sinal de coração com as mãos para os fãs que aplaudiam os parentes do apresentador na entrada da Alesp.
Durante o velório, ao chegar ao caixão de Gugu, a companheira de Gugu, Rose Di Matteo se emocionou e lembrou o acidente fatal do apresentador.
“Por que você foi para lá? O que você tinha que fazer lá? Estava tudo certo para a gente voltar, estava tudo bem”.
“Nossa história não termina por aqui. Essa felicidade seguirá para a eternidade. Certamente ficará essa saudade para sempre”, disse Padre Osmar Alves, que fez a oração minutos antes da saída do caixão.

Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Os comentários escritos abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso Portal. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

INSERT DIGITAL

PRÓ-SAÚDE - CLÍNICA MÉDICA EM UAUÁ

Grupo Santa Bárbara

POYNTNET - Provedor de Qualidade

PAX UAUÁ