Portal UauáWeb - Notícias em ação!

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Historiador David Montaigne prevê o fim do mundo (e é em 2019)

O norte-americano David Montaigne, historiador e autor de vários livros de profecias, acredita que o mundo vai acabar em dezembro de 2019. Para o escritor, a civilização vai acabar por ser erradicada porque a Terra vai mudar de posição, levando a uma série de desastres naturais.
O autor, que já previu por quatro vezes que o mundo iria acabar, assegura que 2019 será mesmo o ano que resta à humanidade, tal como noticia o britânico The Sun.
A previsão de Montaigne consta no seu novo livro “Tempos finais para 2019: o fim do calendário Maia e a contagem regressiva para o Dia do Julgamento” (End Times to 2019: The End of the Mayan Calendar and the Countdown to Judgment Day).
Na sua mais recente obra constam várias teorias sobre o alinhamento das estrelas que, segundo escreve o autor, deverá acontecer a 28 de dezembro, uma semana após a alteração na Terra (21 de dezembro) que ditará o “dia do julgamento”.
“A 21 de dezembro de 2019, as pessoas vão assistir ao primeiro dia do deslocamento dos pólos. A superfície do planeta vai deslocar-se para fora da sua posição e vai mover-se sobre as camadas mais fluídas da crosta”, escreveu
Para David, esta deslocação, provocada por vários “eventos terríveis” e pelo “último dos sete anos da Grande Tribulação – o tempo mais difícil da história da Humanidade”, irá causar vários desastres naturais. Segundo o autor, os dias que se seguirão à deslocação do planeta, serão marcados por terramotos, maremotos e erupções vulcânicas.
Montaigne não duvida que o fim da humanidade está para breve e que todos os indícios apontam para dezembro de 2019, adiantando que o fim da humanidade vai culminar com o “dia do juízo final”, a 28 de dezembro.
“Pistas dos egípcios, dos maias e especialmente dos profetas bíblicos – todos nos levam a dezembro de 2019, quando os sinais mais claros e surpreendentes de todos ocorrem – os movimentos do sol, da lua, dos planetas e das estrelas representam todos os principais passos de uma antiga cerimónia de casamento judaico entre Cristo e a sua noiva – nós ”, explicou ainda Montaigne citado pelo Express.
Historicamente, os pólos magnéticos da Terra mudaram a cada 200.000 a 300.000 mil anos. Na verdade, este fenómeno ocorreu centenas de vezes nos últimos três mil milhões de anos. Por norma, estas “voltas” ocorrem ao longo de vários milhares de anos – e não em dias -, enfraquecendo o campo magnético da Terra. Apesar disto, os cientistas não preveem que esta movimentação origine uma catástrofe climática global.
Em previsões anteriores, Montaigne revelou que o anticristo viria à Terra a 6 de junho de 2016 e que Barack Obama, antigo Presidente dos EUA, era, na verdade, Lúcifer.
FONTE: https://zap.aeiou.pt/montaigne-preve-fim-mundo-2019-234335

0 comentários:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Os comentários escritos abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso Portal. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Pizzaria Brasiliana - qualidade marcante, sabor dominante!

INSERT DIGITAL

PRÓ-SAÚDE - CLÍNICA MÉDICA EM UAUÁ

Grupo Santa Bárbara

POYNTNET - Provedor de Qualidade

PAX UAUÁ